sexta-feira, 20 de maio de 2016

Comunicação relacional e interativa no Marketing Político

A comunicação no marketing político se desenvolve rapidamente e tornar-se mais interativa para construir relacionamentos, mantendo a pers... thumbnail 1 summary

A comunicação no marketing político se desenvolve rapidamente e tornar-se mais interativa para construir relacionamentos, mantendo a perspectiva de transformar o cidadão de consumidor passivo a participante ativo no processo de comunicação e aumentar a esfera pública. desenvolvimentos tecnológicos recentes na Web 2.0 e comunicação para a mudança de rede social a partir de um meio de elites para vender um produto para o público a oportunidade para o público para fornecer informações e feedback antes, durante e depois de um político chegar ao poder ou de um produto político como é projetado e entregue. A comunicação torna-se mais sobre a construção de relacionamento de venda do produto; e cerca de manter ou reforçar o apoio do governo, em vez de apenas começando votos no primeiro lugar. Ele inclui e-marketing; relações públicas; comunicação de liderança interativa e sensível; comunicação de responsabilidade e gestão da reputação no governo.

Tradução: Marketing Político - Original Universidade de Auckland

Comunicação no Marketing Político

Partidos políticos e políticos usam comunicações de marketing o tempo todo para alcançar uma ampla gama de objetivos, incluindo a melhori... thumbnail 1 summary

Partidos políticos e políticos usam comunicações de marketing o tempo todo para alcançar uma ampla gama de objetivos, incluindo a melhoria da reputação de um governo, o lançamento de uma nova marca, comunicar uma mensagem, contrariar ataques negativos da oposição, educar os eleitores, colocando uma questão sobre a agenda e aumentar o apoio a um político ou política. Marketing ajuda a garantir que os políticos entendam que eles devem se comunicar com quem e quando, sobre o tema e como; ou seja, que as comunicações sejam conduzidas de forma estratégica. comunicação estática (que vai desde a organização política ou figura ao público) inclui a comunicação de candidatos comercialização; comunicação de campanha (comunicação orientada para a investigação, a publicidade orientada para o mercado, conhecimentos de marketing, marketing de guerrilha e celebridades); ferramentas de comunicação (por exemplo, angariar votos, marketing direto, alvo de comunicação e marketing móvel / virtual); vendendo política (incluindo a publicidade do governo e marketing social, e olhando para a política em causa com o envolvimento na guerra); comunicando a mudança, e gestão de crises, questões; e comunicações de marketing integrado.

Tradução: Marketing Político - Original Universidade de Auckland

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Marketing Político Interno

O marketing político interno abrange a organização, estrutura, recursos e pessoal dos escritórios dos partidos, campanhas e parlamento ou... thumbnail 1 summary

O marketing político interno abrange a organização, estrutura, recursos e pessoal dos escritórios dos partidos, campanhas e parlamento ou do governo; a organização e participação de voluntários e membros em campo; e a implementação de mudança de produto e marca. O marketing político interno quando utilizado de forma ineficas tem o potencial para inviabilizar estratégias de marketing político, branding e esforços de comunicação. uma atividade interna bem sucedida garante que os voluntários se engajem além de ter ativistas eficazes para o partido; recruta doadores; garante que o direito pessoal e que as novas instruções da marca sejam aceitas e cumpridas, mesmo que desafiando crenças partidárias tradicionais e ideais. o marketing político interno inclui exigências de voluntários, compreensão, criando organizações amigável-voluntárias, que comunicam-se com os membros e os vêm como pessoas que carregam o partido político consigo; a criação de unidade; marketing de relacionamento no seio dos partidos políticos e das campanhas; angariação de fundos; gestão de pessoal de marketing político e recursos; e centrais versus local versus controle voluntário.

Tradução Equipe Marketing Político, original por Universidade de Auckland

Marca política ou "Branding" eleitoral

A marca política se refere como uma organização política ou indivíduo é percebido em geral pelo público. É mais amplo do que o produto... thumbnail 1 summary

A marca política se refere como uma organização política ou indivíduo é percebido em geral pelo público. É mais amplo do que o produto; Considerando que um produto tem partes funcionais distintas, como um político e da política, uma marca é intangível e psicológica. A marca político é a abrangente sensação, impressão, associação ou imagem que o público tem para com um político, organização política, ou nação. a marca política ajuda o partido ou candidato a mudar ou manter a reputação e apoio, criar um sentimento de identidade com o partido ou seus candidatos e criar uma relação de confiança entre as elites políticas e consumidores. Ele ajuda os consumidores políticos entender mais rapidamente o que um partido ou candidato é. Além de distinguir um candidato ou partido na campanha.

Traduzido do original da Universidade de Auckland

Pesquisa Eleitoral e Marketing Político

A pesquisa eleitoral no mercado político envolve uma ampla gama de métodos qualitativos e quantitativos, formais e informais para candid... thumbnail 1 summary

A pesquisa eleitoral no mercado político envolve uma ampla gama de métodos qualitativos e quantitativos, formais e informais para candidatos, partidos e governos para entender a natureza do mercado político. Tal pesquisa é usada para entender as atitudes, comportamento, necessidades e desejos dos principais intervenientes públicos e outros e, em seguida, informar as decisões sobre a estratégia, criação da marca, políticas, marketing político interno dentro das organizações, e de comunicação de posições com vista a informar, educar, persuadir, mudar e reforçar visões existentes. pesquisa de mercado Política (PMP) inclui formas quantitativas de pesquisa, tais como sondagens, inquéritos, segmentação (incluindo perfis de eleitores), big data (marketing analítico e experimental); e formas qualitativas, tais como grupos de foco, co-criação e pesquisa deliberativa; oposição, candidato e pesquisa de políticas, ferramentas informais, incluindo a transferência de conhecimento global e uso de registros públicos e de dados.

Traduzido do original da Universidade de Auckland

Estratégia Política

A estratégia no marketing político se refere a como partidos, candidatos e governos pensam e planejam, a fim de atingir seus objetivos. ... thumbnail 1 summary

A estratégia no marketing político se refere a como partidos, candidatos e governos pensam e planejam, a fim de atingir seus objetivos. Ela requer a consideração de muitos fatores diferentes, como a natureza do mercado, história, cultura, governança, as partes interessadas, concorrentes, recursos e metas. Ela inclui segmentação, estratégias de posicionamento, ataque e estratégias de defesa, as vendas e as orientações de mercado, estratégias populistas, estratégia e o ambiente, medição e implementação da estratégia.

Tradução Marketing Político, Original Universidade de Auckland.

Introdução ao Marketing Político

O marketing político é uma parte fundamental da vida política. Presidentes e primeiros-ministros; políticos e partidos; departamentos gov... thumbnail 1 summary

O marketing político é uma parte fundamental da vida política. Presidentes e primeiros-ministros; políticos e partidos; departamentos governamentais e conselhos todos utilizam o marketing na busca de objetivos políticos. A pesquisa de mercado é usada, ao decidir sobre as políticas e design de serviços, para entender o que as pessoas querem e buscar votos; Criar um "profiling" do eleitor ajuda a criar novos segmentos alvo; a estratégia orienta a criação da marca política e desenvolve uma visão atraente; marketing interno orienta a prestação de envolvimento voluntário; análise e teste de pesquisa experimental ajuda a refinar as mensagens de comunicação e define o gerenciamento de expectativas e ajuda a transmitir o progresso de um político eleito ou um programa já começou.

Como uma área de pesquisa acadêmica e de ensino, marketing político é um campo moderno e dinâmico que procura entender, aprender, comentar e até mesmo influenciar tal comportamento. marketing político também atrai a atenção do público e debate. Tornou-se o foco de muitos filmes recentes, como o Game Change, The Iron Lady, The Ides of March e Sem, e séries de TV como The West Wing, VEEP e Scandal qual a estratégia de cobertura, branding, posicionamento, gestão de crises e de votação, e levantar questões éticas de autenticidade, tendo como alvo as minorias étnicas e de gênero.

Adaptado pela equipe Marketing Político, Traduzido do original da universidade de Auckland.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

5 táticas de marketing político que realmente funcionam

Por mais que gostaríamos de pensar que votar com base na política que cada candidato apresenta antes de uma eleição, os votos seu(e de mi... thumbnail 1 summary

Por mais que gostaríamos de pensar que votar com base na política que cada candidato apresenta antes de uma eleição, os votos seu(e de milhões de outras pessoas) são moldados por campanhas de marketing político cuidadosamente orientados e altamente otimizados.

A partir de talk shows, aparências em folhetos de mala direta, uma grande variedade de técnicas são utilizadas para influenciar a opinião pública de um partido, a política ou candidato político. Neste post, vamos explicar cinco das táticas mais populares e eficazes de marketing político.

Pronto para começar? Antes de começar a comercializar o seu partido ou candidato, você vai precisar preparar uma estratégia de relações públicas. Saiba como lidar com a mídia e gerar buzz para o seu candidato político em nossas Regras de relações públicas e outros cursos que oferecemos.

Desenvolvendo uma narrativa



O aspecto mais importante de qualquer campanha política é a narrativa. A narrativa é a história por trás de um candidato - sua história, suas crenças, sua personalidade e todos os traços e características que os tornam valer a pena votar.

Na eleição presidencial de 2008 nos Estados Unidos, duas narrativas competiram entre si na arena pública. A narrativa de John McCain foi o de um veterano orgulhoso de guerra que fez sacrifícios para o seu país.

A narrativa de Barack Obama, por outro lado, era a de um estranho político novo e cuja abordagem e foco na criação de uma verdadeira mudança iria transformar a política. Cada uma das narrativas dos candidatos forma todos os outros aspectos da sua comercialização política.

A elaboração de uma narrativa que sua base de eleitores podem relacionar-se é um dos elementos mais importantes da gestão de uma campanha de marketing político. Uma boa narrativa precisa ser crível e relevante para o público cujo apoio você precisa.

Outros exemplos de uma narrativa política incluem a mudança na marca do Partido Trabalhista do Reino Unido antes da eleição geral de 1997. Sob Tony Blair, a narrativa do partido mudou de ser um partido de esquerda "à moda antiga" para um partido mais centrista focado na política britânica de forma a dar uma "refresh" e peso político ao partido.

Criar uma narrativa é uma estratégia de marca não muito diferente das táticas usadas por empresas como Nike e Apple. Em vez de um produto ou empresa se tornar uma marca, um partido ou candidato político torna-se uma marca comercial que as pessoas possam se relacionar.

Gostaria de saber mais sobre a criação de uma narrativa que as pessoas correspondem e lembram-se? Aprender os fundamentos da sua marca ou do seu partido político através de conceitos como Branding é muito importante.

Marketing em mídias sociais



Mídias Sociais são uma das plataformas mais eficazes para aumentar a consciência das questões políticas, encorajando as pessoas a votar, e promover candidatos. A mídia social é utilizada principalmente pelos jovens, é uma grande plataforma para energizar um grupo demográfico de eleitores que é tipicamente desinteressado em política convencional.

Marqueteiros políticos usam uma variedade de estratégias para se conectar com eleitores potenciais usando a mídia social. Mas cuidado, estas técnicas vão desde ser honesto e direto - como por exemplo criar uma página independente no Facebook - Até agir de forma enganosa, desonesta e manipuladora.

Uma das maneiras mais eficazes para gerar apoio a um candidato em particular usando a mídia social é para a construção de uma página no Facebook para o partido ou candidato. Isso permite que um candidato possa chegar a milhares - ou, no caso de uma grande partido - milhões de potenciais eleitores usando atualizações de status, mensagens e convites para eventos.

Você acha que uma página no Facebook pode ajudá-lo a conectar-se com a sua base eleitoral? Saiba como criar e comercializar uma página no Facebook para o seu partido ou candidato para se conectar com milhares de eleitores em nosso curso de Gestão Social Media.

Enquanto uma página do Facebook permite que você se conecte com pessoas que já estão interessados ​​no seu partido ou candidato, ela não permite expandir a sua base facilmente. Uma das melhores maneiras de atrair novos apoiadores é através do uso de memes e vídeos virais.

Os usuários do Facebook e Twitter amam compartilhar imagens engraçadas, interessantes vídeos e outros conteúdos que se refere a questões políticas quentes. Com a criação de vídeos e imagens virais, você pode aumentar a consciência do seu candidato - ou uma questão política quente - organicamente.

A engenharia viral é difícil, e requer muito trabalho para fazer um vídeo ou a imagem viralizar e muitas vezes pode ter o oposto do efeito pretendido. Os melhores vídeos virais parecem naturais - são nem excessivamente positiva ou nem muito negativa sobre o seu assunto.

Campanha negativa



Vencer uma eleição requer que seu candidato consiga mais votos do que o seu concorrente mais próximo. Há duas maneiras de conseguir isso: chamar a atenção para as coisas boas que seu candidato vai fazer, e chamar a atenção para as coisas ruins que seu concorrente vai fazer.

A campanha negativa é uma forma de marketing político que se concentra em convencer os eleitores a não votar em seu concorrente. A forma mais conhecida de campanha negativa é a propaganda de ataque - anúncios em que falam sobre a vida de um candidato de que vão desde negócios desonestos, a sua história questionável ou seus fracassos políticos.

Enquanto a campanha negativa pode parecer sujo e anti-desportivo, tem uma ampla gama de benefícios. A campanha negativa é voltada para aqueles propensos a votar em seu concorrente, podendo influenciar esses eleitores a mudar sua mente e mudando para o lado de seu candidato.

A campanha negativa normalmente assume a forma de anúncios de televisão, colunas de jornais, debates políticos e de marketing direto. A mídia social está cada vez mais sendo usada como uma plataforma de campanha negativa, com "razões não votar em _____" começando a aparecer no Facebook e Twitter durante as eleições recentes.

Embora possa ser extremamente eficaz quando bem feito, o marketing negativo pode ser ineficaz sem a campanha positiva para apoiá-lo. Aprenda a desenvolver uma campanha de marketing completa que equilibra a publicidade positiva e campanha negativa com o nosso guia de estratégia de marketing.

Marketing de mala direta



Embora a mídia social e a televisão são as melhores plataformas para se conectar com a nova geração de eleitores, muitas pessoas ainda respondem muito bem ao marketing de mala direta à moda antiga.

Brochuras, folhetos, manifestos, pequenos formulários e outros documentos de mala direta são todos excelentes ferramentas para persuadir as pessoas em uma determinada área geográfica a votar em um candidato, partido ou corrente política.

Desde mala direta está geograficamente segmentados, é um extremamente poderoso tática de marketing para energizar a base eleitoral antes de uma eleição para prefeito ou conselho local. Com a quantidade certa de folhetos, pinturas em muros e cavaletes além de comícios públicos, vilas e bairros podem balançar resultados eleitorais e dar ao seu partido ou candidato uma vantagem significativa.

Como todas as outras formas de marketing político, marketing de mala direta precisa de reforçar a narrativa que você criou em torno de um partido, política ou candidato. Ele precisa se concentrar em seus benefícios, suas estratégias para melhorar a comunidade, e as vantagens que você e seu partido podem oferecer sobre seus concorrentes.

O marketing de mala direta - é para uma campanha política ou um novo produto - é toda relacionada a dados. Aprenda a usar os dados de renda, histórico de votação anterior e outras variáveis ​​às embarcações de campanhas de mala direta alvejados com Fundamentos de Marketing Direto: Práticas que geram resultado.

Meios de comunicação e relações públicas


Plataformas de mídia antigas, como televisão e rádio ainda atraem grandes audiências, tornando-as ferramentas valiosas em qualquer plataforma de marketing político. Ser capaz de organizar aparições de rádio e TV é uma das tarefas mais importantes de qualquer candidato.

Conectando-se com "insiders" na mídia pode parecer difícil, mas é surpreendentemente fácil uma vez que você começar a pensar em empresas de mídia como grupos de pessoas, em vez de entidades monolíticas. Com o passo certo, a pessoa certa, e a estratégia certa, você pode facilmente ganhar quantidades maciças de publicidade para sua campanha, partido ou candidato.

Você está começando no mundo da mídia de televisão, rádio e imprensa? Aprenda os segredos para se conectar com os jornalistas, lançando suas histórias e ganhar tempo de antena em uma ampla gama de redes em nosso curso de Formação Mídia e Relações Públicas.

Adaptado do Inglês por equipe Marketing Político - Artigo escrito originalmente por Nick Gibson